EFEITOS DA TEMPERATURA NO RUÍDO OCUPACIONAL DE UMA GRANJA TÉCNIFICADA DE SUÍNOS, SOB CONDIÇÕES TROPICAIS DE CLIMA

Giuliano Ricardo Hoepers, Pedro Nessi Snizek Junior, Luciane Cleonice Durante

Resumo


Este estudo teve por objetivo avaliar o ruído ocupacional em granjas tecnificadas de suínos e a existência de correlação entre este, a temperatura e o tipo de construção zootécnica. Foi avaliado o nível de pressão sonora de diversas atividades, por meio de 30 medições a cada 10 segundos com a utilização de um medidor de nível de pressão sonora. Os resultados mostram que a castração, detecção de cio e lavagem de baias são atividades que excedem os limites de tolerância da legislação brasileira e devem ser realizadas pelos trabalhadores utilizando protetores auriculares. A alimentação na gestação aproximou-se do valor limite de 85 dB(A). Observou-se ruído mais elevado e correlacionado de forma positiva com a temperatura para as atividades de castração, tatuagem, alimentação na gestação, corte de dente e corte de cauda. Não se observou correlação entre a construção zootécnica e o ruído produzido nestas atividades por meio de análise estatística, o estudo sendo, portanto, não conclusivos em relação a este aspecto.


Palavras chave: calor, higiene do trabalho, adequação ambiental, construção zootécnica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.