ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RESPOSTA DO MILHO EM FUNÇÃO DO USO DE CORRETIVOS SOB PASTAGEM DEGRADADA

Adricson Miguel da Silva Provenssi¹, Debora Curado Jardini

Resumo


Um dos caminhos para expansão agrícola é a utilização das pastagens degradadas através da correção de solo. A calagem é utilizada para corrigir a acidez do solo e neutralizar os componentes tóxicos do solo como Al. O objetivo no presente trabalho foi avaliar a eficiência dos corretivos calcário dolomítico e oxido de Ca e Mg na correção da acidez e no rendimento da cultura do milho. O experimento foi realizado na Fazenda Entre Rios localizado no município de Jaciara, MT. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados (DBC) com dois tratamentos (calcário dolomítico e oxido de Ca e Mg) e 10 repetições. Aos 94 dias após a emergência foi avaliado a produtividade da cultura e aos 120 dias após a emergência foi realizada a coleta de solo em cinco pontos por parcela, para compor uma amostra composta para avaliação dos teores de Ca, Mg, Al, H, H + Al e pH do solo. Não houve diferença estatística para a produtividade do milho e os teores de Ca, Mg, Al, H, H + Al e pH do solo em função do uso dos corretivos. No entanto, em função do custo do corretivo por hectare recomenda-se a utilização do calcário dolomítico para a correção de solo sob pastagens degradadas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.